[Passo a Passo] Como configurar uma rede sem fio?
Home / Informática / [Passo a Passo] Como configurar uma rede sem fio?

[Passo a Passo] Como configurar uma rede sem fio?

Publicado em Informática por thaisa alves

como-configurar-rede-sem-fio

Há uma década, configurar uma rede de computadores era um martírio. Existiam técnicos especializados no assunto, que precisavam identificar e cortar cabos, trançar pares de fios coloridos e crimpá-los para, então, levá-los até um hub ou roteador que dividiria o sinal.

Pareceu difícil? Era difícil, pouco prático e dava muita dor de cabeça. Mas aí, meus amigos, chegou a tecnologia wireless e montar uma rede virou um passeio. Com um roteador sem fio e a capacidade de praticamente qualquer equipamento – computadores, notebooks, tablets, smartphones, televisões e assim por diante – de se conectar a esses dispositivos, você não precisa de muito para botar uma rede para funcionar.

Aqui você entenderá um pouco como isso tudo funciona, os processos envolvidos e tiraremos a dúvida de como tratar desse assunto sem dor de cabeça. Em questão de minutos você terá uma rede rápida, confiável e protegida. Vamos nessa!

O equipamento principal

como-configurar-um-roteador

A rede funciona com dois dispositivos principais: um roteador, que é o ponto onde se integram as máquinas, e os equipamentos que se conectam a ele. Hoje, muitas prestadoras de serviço de internet já oferecem o roteador, mas eles não são robustos o suficiente e muitas vezes, para quem tem muitos equipamentos wi-fi em casa, o ideal é investir em um roteador de qualidade.

Os roteadores seguem um padrão de velocidade. O mais veloz de todos, hoje, é o 802.11ac, um padrão novo, que está começando a ser usado e substituindo, aos poucos, o 802.11n. Ao procurar um roteador, invista em um “.ac” ou em um “.n”. Esse padrão indica, basicamente, a velocidade atingida na transferência de dados e o alcance do espectro, ou seja, a cobertura.

Outro ponto importante é a escolha do local. O ideal é que a instalação do roteador seja feita em um ponto central da casa, e o melhor é que fique no alto. Evite armários, se possível anexe-o à parede. Se a instalação do sinal for nova, solicite ao prestador de serviço que disponha o modem em um ponto central da casa, caso contrário, em residências maiores onde o sinal já tenha sido instalado em um dos cantos, pode valer a pena mudar a estrutura ou contratar alguém que faça esse serviço para você.

A configuração

É preciso falar que há dois tipos de configuração de roteador: uma a partir de um assistente, que normalmente vem na forma um CD, ou a partir de uma interface web. Em qualquer um dos casos, é preciso, primeiro, ligar o seu roteador por cabo a um computador.

O método mais fácil é a partir do CD, comece por ele. A interface web só deve ser utilizada para fins mais específicos. Muitos roteadores possuem opções como a chamada QoS, que prioriza alguns tipos de tráfego, por exemplo.

Insira o CD e siga os passos. Cada fabricante tem o seu, mas todos se assemelham em dois pontos e é importante passar por cada um deles:

* Nome da rede (ou SSID): é como a sua rede será encontrada pelos equipamentos. Se você colocar “Minha rede”, qualquer pessoa que estiver no raio de alcance de seu roteador verá, ao tentar localizar uma rede sem fio, o roteador “Minha rede”.

* Proteção (ou senha): há quem defenda redes abertas, mas se você é novo nesse assunto, não arrisque. Proteja a sua rede definindo uma senha. Existem diversos padrões de segurança, evite o WEP, que é o mais fraco. De preferência, escolha algum padrão como o WPA ou WPA2, que são mais seguros. A senha precisa seguir algumas regras de complexidade e quantidade de caracteres, opte por alguma fácil de lembrar, mas que seja um pouco mais complexa de descobrir.

Acessando dos dispositivos

Com a rede configurada, é preciso acessá-la. Cada dispositivo e sistema tem uma forma de conectar, normalmente relegada ao menu Configurações (ou Ajustes – ou Settings, se estiver em inglês).

Consulte o manual de seu aparelho e certifique-se de que ele possui placa de rede sem fio. Depois, basta localizar a rede a partir do SSID (Nome da Rede) que você definiu (veja a etapa anterior de configuração para entender) e digitar a senha definida.

Os dispositivos são capazes de lembrar a configuração da rede e senha, para que você não precise digitá-la sempre que quiser se conectar. Assim, o processo de autenticação para que você possa navegar é bem mais simples.

Alguns dispositivos possuem, inclusive, a chamada tecnologia WPS. Nesse caso, se conectar a ele dispensa senha e localização de rede. É só pressionar um botão em cada um deles para que a conexão aconteça automaticamente.

Extras

Seu computador de mesa não tem placa Wi-Fi? Você pode adquirir um adaptador sem fio para ele, que se conecta à porta USB e realiza o acesso. A mesma coisa para televisões: se você adquiriu uma Smart TV Wi-Fi Ready, precisará de um adaptador para conectá-lo. Procure no manual os acessórios compatíveis para ela (não é o mesmo dispositivo utilizado no computador).

Há ainda outros aparelhos importantes e que podem ajudá-lo. Antenas adicionais ou repetidores de sinal levam o alcance da rede a outros cômodos mais distantes de sua casa, por exemplo.

Seja como for, ter uma rede sem fio em casa é muito importante. E com o avanço da tecnologia, está ainda mais econômico e muito mais fácil de configurar a internet sem fio.

Comentários

Populares