ICQ, SMS e WhatsApp - A evolução da comunicação instantânea
Home / Celulares e Telefonia / ICQ, SMS e WhatsApp – A evolução da comunicação instantânea

ICQ, SMS e WhatsApp – A evolução da comunicação instantânea

Publicado em Celulares e Telefonia por thaisa alves

ICQ, SMS e WhatsApp - A evolução da comunicação instantânea

Samuel Morse nem fazia ideia de que seu sistema de comunicação a base de pipipi pipipipi pipipipi, o famoso Código Morse, seria substituído por algo tão poderoso como as mensagens instantâneas. Claro que para chegarmos nisso tivemos que passar por outros nomes, como Martin Cooper, Bill Gates e Steve Jobs.

Hoje, falamos com qualquer pessoa através dos nossos celulares, mandando mensagens de texto, e isso significa duas coisas: a língua portuguesa se modifica nessa era digital e ninguém deixa de dar seu recado. Desde o primeiro emoticon – as carinhas feitas com caracteres – em 1982 até 2013, estamos cada vez mais digitando mensagens de texto para amigos e familiares.

ICQ, MSN, Skype, Google Talk… Esses nomes são tão comuns que nem nos damos conta de como era difícil – e caro – escrever uma mensagem de texto para alguém. Podemos dizer que estes comunicadores atuais são os netos do telegrama.

Com emoção ou sem emoção?

Os principais comunicadores instantâneos

Pelo seu smartphone, é possível enviar não apenas mensagens simples de texto, os famosos SMS ou torpedos. Há também a opção de enviar MMS, que são mensagens com fotos, clipes de áudio ou vídeo para outros celulares que aceitam este formato.

É sempre bom lembrar que as operadoras de celulares têm tarifas diferentes para todos estes serviços, mas você pode se beneficiar da conectividade à internet para pagar mais barato e enviar conteúdos. Para isso, os smartphones contam com aplicativos que integram SMS, MMS e 3G. O exemplo mais famoso no momento é o WhatsApp, que utiliza uma conexão para fazer o mesmo serviço do aplicativo de mensagens.

E sabe aqueles comunicadores instantâneos que mencionamos ali em cima? Pois é, a maioria deles já está nos smartphones, também. Assim, você consegue ter mais opções para se conectar com seus amigos, inclusive via videochamadas.

Onde isso vai parar?

Não se sabe exatamente. Seres humanos são muito criativos. O que se pode afirmar, no entanto, é que estes meios de comunicação ficarão cada vez mais híbridos, isto é, não sentiremos nenhuma diferença entre celular, tablet e desktop.

A Apple já faz algo nesse sentido ao sincronizar todas as mensagens em suas diferentes plataformas – a coisa ruim é que, quando você recebe uma mensagem, todos os dispositivos apitam e transformam sua sala em um viveiro, mas é possível configurar para que isso não aconteça. De qualquer forma, estamos chegando a um ponto onde, por áudio, vídeo ou texto, nenhuma informação passará despercebida.

Qual o sistema de mensagens que você mais usa atualmente?

Comentários

Populares